Assine aqui o Económico

Empresas

17 Mai 2012

Trabalhadores do Minipreço fecham portas em dia de promoções

Rita Paz
Trabalhadores do Minipreço fecham portas em dia de promoções

Os trabalhadores das lojas Minipreço marcaram uma greve para amanhã, entre as 9 horas e as 13h30 para exigirem da empresa a garantia da sua segurança física.

Segundo um comunicado do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio e Serviços (CESP), "os trabalhadores da DIA / Minipreço vão estar em luta para exigir da Administração da empresa a tomada de medidas de segurança urgentes, que façam frente à crescente onda de assaltos e ameaças com que, diariamente, são confrontados pondo em risco sério a sua integridade física e a dos clientes das lojas".

A loja da Rua dos Anjos, nº 71, "tem sido das mais afectadas e os trabalhadores estão no limite da tolerância, pelo que marcaram uma Greve para o próximo dia 18, 6ª feira, entre as 9h00 e as 13h30", lê-se no documento.

Por isso, os trabalhadores reclamam e exigem da empresa mais segurança e garantia da sua integridade física e exigem, igualmente, meios de protecção adequados, nomeadamente, contra assaltos e outras ameaças.

Isto numa altura em que o Minipreço, do grupo espanhol Dia, decidiu lançar uma campanha de desconto de 50% na carne. A promoção incide sobre carnes embaladas, está condicionada a portadores do cartão "Clube Minipreço" e limitada a um desconto máximo de 20 euros por compra. A campanha já está a decorrer e termina no próximo sábado, dia 19.

Recorde-se que na última promoção do Pingo Doce, a 1 de Maio, assistiram-se a incidentes entre clientes em várias lojas, tendo o seu encerramento sido antecipado para escoar em segurança clientes e funcionários.

x
Recomendadas
x
Social
    0 LEITORES ONLINE

    Comentários

    "O Económico apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados".
    ir para o topo