Finanças

06 Abr 2011

Segurança Social e seguradoras da Caixa compram dívida pública

Sandra Almeida Simões
Segurança Social e seguradoras da Caixa compram dívida pública

O Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social vai hoje ao mercado comprar dívida.

O Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social - que se destina a suprir eventuais défices do sistema de pensões dos portugueses no futuro - esteve nos últimos dias a vender activos financeiros estrangeiros para comprar dívida pública nacional, segundo apurou o Diário Económico junto de várias fonte do mercado.

Nos últimos dias, as vendas de activos financeiros intensificaram-se, por parte do Fundo da Segurança Social, numa altura em que o Ministério das Finanças se depara com dificuldades em encontrar investidores internacionais para a compra de dívida pública e quando os próprios bancos nacionais ponderam deixar de comprar dívida portuguesa. As vendas do Fundo coincidiram com a emissão extraordinária lançada no passado dia 1 de Abril, em que o IGCP colocou 1.645 milhões de euros e com a emissão de Bilhetes do Tesouro de hoje.

Manuel Baganha, presidente do Instituto de Gestão de Fundos de Capitalização da Segurança Social (IGFCSS), entidade que gere o respectivo fundo, esclareceu que é uma prática corrente o instituto comprar e vender activos. Mas questionado sobre se estas operações tinham como objectivo adquirir margem financeira para depois comprar dívida pública, concretamente a operação de venda de Bilhetes do Tesouro de hoje, foi peremptório em esclarecer que as operações financeiras "são sigilosas" e que o fundo tem de cumprir rácios obrigatórios de dívida pública. Ou seja, como nos mercados a dívida pública portuguesa vale cada vez menos, o Instituto é obrigado a comprar mais dívida para respeitar o respectivo rácio, mas simultaneamente, compromete-se a rendibilidade do Fundo. Aliás, Manuel Baganha não deixou de salientar que a compra e venda de activos faz parte da actividade corrente do instituto por forma a rentabilizar o respectivo fundo.

x
Recomendadas
x
Social
    0 LEITORES ONLINE

    Comentários

    "O Económico apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados".
    ir para o topo