Finanças Pessoais

23/03/10 00:05
Imprimir

Saiba quanto pode receber de subsídio de desemprego

Económico

O Económico disponibiliza-lhe uma calculadora para saber quanto é que pode receber com as novas regras do subsídio de desemprego.

Saiba quanto pode receber de subsídio de desemprego

Aceda aqui à calculadora

O Governo alterou as regras para o subsídio de desemprego, limitando o valor do subsídio a atribuir a 75% do salário líquido. Até agora, o limite era a totalidade do rendimento.

Desta forma, com as novas regras, o subsídio mantém-se igual a 65% do valor do salário bruto, mas não poderá ultrapassar os 75% do salário líquido.

Os limites máximos e mínimos mantêm-se, sendo que o valor mínimo do subsídio de desemprego continua a ser igual ao valor do Indexante dos Apoios Sociais (IAS), que actualmente é de 419,22 euros.

O limite máximo corresponde a três vezes o IAS, ou seja, a 1.257,66 euros.

  • Instruções da calculadora

Para usar a calculadora, basta introduzir o valor do seu salário bruto e a sua taxa de IRS, sendo que nos cálculos o Económico considerou uma Taxa Social Única de 11%, que é aplicada à generalidade dos trabalhadores.

Para saber a sua taxa de retenção na fonte de IRS basta consultar o valor que constava no seu recibo de ordenado.

Se quiser calcular o salário bruto de uma forma mais próxima das regras do Governo terá de introduzir na célula "Salário Bruto" a sua Remuneração de Referência.

A Remuneração de Referência corresponde à remuneração média diária definida por R/360, em que R representa o total das remunerações registadas nos primeiros 12 meses civis que precedem o 2º mês anterior ao da data do desemprego. Note-se que a Remuneração de Referência pode incluir vários subsídios que ainda podem ou não ser taxados.

  • Exemplo prático

O Económico mostra-lhe se um caso prático, apresentado pelo Ministério do Trabalho, de um desempregado, sem filhos, com um salário mensal de 1.040 euros.

Neste caso, é assumido que o beneficiário tem uma Remuneração de Referência idêntica ao seu salário mensal, ou seja, de 1.040 euros.

A taxa de retenção na fonte de IRS é de 8%. A Remuneração de Referência líquida será de 851,60 euros. O valor calculado do subsídio de desemprego será de 676 euros. Ou seja, este beneficiário tem uma taxa de substituição líquida de 79,4%.

O novo limite define que o máximo a que este beneficiário terá direito corresponde a 75% da Remuneração de Referência, ou seja, o beneficiário terá uma redução da prestação de 37,34 euros. Sendo que neste caso a taxa de substituição baixa para 75%.

 

x
Comentários
Disclaimer
"O Económico apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados".
x
Recomendadas
x
Social
    0 LEITORES ONLINE