Mercados

18 Set 2012

Portugal paga juros mais baixos em leilão de dívida

Mariana Adam
Portugal paga juros mais baixos em leilão de dívida

O Tesouro português colocou hoje mais dívida do que o previsto em Bilhetes do Tesouro com maturidades a 6 e 18 meses.

O Tesouro Português colocou 2000 milhões de euros em Bilhetes do Tesouro (BT) com maturidades a 6 e 18 meses, um valor acima do montante máximo previsto, e pagou novamente juros mais baixos para se financiar. Este foi o primeiro leilão depois do anúncio do BCE de um programa de compra ilimitada de dívida soberana e ocorre numa altura em que os mercados parecem estar a castigar o país pelo ambiente de crise política despoletado pelo agravamento das contribuições dos trabalhadores para a Segurança Social, em troca da descida da TSU paga pelas empresas.

O IGCP colocou assim 1.291 milhões de Bilhetes do Tesouro a 18 meses com uma ‘yield' que passou de 4,537%, no último leilão comparável, para 2,967%. Numa operação onde a procura superou a oferta em 2,4 vezes, face aos 2,6 registados no último leilão comparável.

Esta mais recente modalidade de Bilhetes do Tesouro - 18 meses - volta agora a ser utilizada após o sucesso inicial, e servirá para Portugal se financiar a um prazo mais alargado que ultrapassa já Setembro de 2013, mês em que vence a primeira linha de Obrigações do Tesouro que Portugal terá de pagar já sem o apoio total dos credores internacionais (União Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional).
Já na maturidade a 6 meses, onde foram colocados 709 milhões euros, o juro também desceu face ao último leilão comparável, fixando-se nos 1,7% face aos 2,292% anteriores. Já a procura superior à oferta 3,1 vezes, valor que compara com os 3,8% na última operação.

Este foi o primeiro leilão de Bilhetes do Tesouro desde Julho e a expectativa positiva dos analistas antes desta operação foi confirmada. Os especialistas acreditam na melhoria das condições nos mercados financeiros devido ao efeito ‘Draghi'.

Tal como ontem, antes do leilão desta manhã os juros da dívida pública de Portugal estavam a subir contrariando a tendência de queda que se regista nas "yields" das obrigações espanholas e italianas.

 

Recomendadas

x

Social

x
    0 LEITORES ONLINE

    Comentários

    "O Económico apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados".

    Trending now

      ir para o topo