Assine aqui o Económico

Finanças

21 Abr 2010

Morgan Stanley abandona prejuízos e bate estimativas

Cristina Barreto
Morgan Stanley abandona prejuízos e bate estimativas

O banco norte-americano Morgan Stanley anunciou hoje o seu primeiro lucro sob alçada do novo CEO James Gorman, superando as expectativas do mercado.

O Morgan Stanley registou um resultado líquido de 1,78 mil milhões de dólares, ou 0,99 dólares por acção, nos primeiros três meses do ano, um número que contrasta com os prejuízos de 177 milhões de dólares de igual período de 2009.

Este resultado excedeu as estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg, que esperavam em média um lucro por acção de 0,57 dólares.

O grupo norte-americano atribui estes resultados às receitas de negociação de dívida, que mais do que duplicaram face ao ano anterior.

James Gorman, que sucedeu a John Mack em Janeiro, revelou na semana passada numa nota aos accionistas, a sua insatisfação quanto aos resultados de 2009 e que o grupo contratou mais 350 funcionários, no âmbito dos seus planos de "revitalização" das receitas e dos negócios de 'trading' da instituição.

O Morgan Stanley segue assim a tendência dos seus pares, que têm anunciado resultados bastante sólidos no primeiro trimestre, como é o caso do JPMorgan, que inaugurou a 'earnings season' do sector na semana passada, e do Bank of America.

Os lucros das duas instituições superaram as expectativas do mercado. Ontem, foi a vez do Goldman Sachs, com um lucro de 3,46 mil milhões, quase o dobro de há um ano e acima do previsto.

 

x
Recomendadas
x
Social
    0 LEITORES ONLINE

    Comentários

    "O Económico apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados".
    ir para o topo