Assine aqui o Económico

Mercados

19 Ago 2014

Mercados em Zoom: Juros caem há oito sessões na véspera de leilão de curto prazo

Alberto Teixeira
Mercados em Zoom: Juros caem há oito sessões na véspera de leilão de curto prazo

Efeito Fitch – a agência mantém a expectativa de que Portugal vai cumprir as metas orçamentais -, alivia a percepção de risco dos investidores em relação à dívida portuguesa.

Sonae 1,11€ (-0,72%)
O principal índice português continuava a negociar acima da linha de água, avançando pela quinta sessão seguida. Os ganhos são agora mais ligeiros do que no arranque. Uma das fontes de condicionamento em Lisboa é a Sonae, que deverá apresentar amanhã um lucro de 49 milhões de euros no primeiro semestre do ano. Na zona de subidas permanecem as grandes cotadas Galp, Jerónimo Martins e Portugal Telecom.

DAX 30 9.330,3 pontos (0,92%)
O mercado accionista alemão regista um dos melhores desempenhos na Europa, numa sessão claramente de maior apetite pelo risco, com o recuar das tensões na Ucrânia e no Iraque. A nível empresarial, destacavam-se do lado positivo os títulos da Maersk e Imperial Tobacco, após reportarem resultados acima do esperado; e do lado negativo as acções da mineira BHP Billinton, após lucro desapontante.

Nasdaq 4.515,17 pontos (0,15%)
O principal índice tecnológico norte-americano renova hoje máximos de 14 anos, acompanhando as subidas do S&P 500 e do industrial Dow Jones. Ao clima geopolítico mais estável juntam-se notícias económicas positivas: a construção de novas casas nos EUA atingiu o nível mais elevado em oito meses e a taxa de inflação mostrou que a pressão sobre os preços continua controlada.

Taxa da dívida portuguesa a dez anos 3,389% (-0,098)
Na véspera de Portugal regressar aos mercados de dívida, há notícias positivas relativamente ao risco percepcionado pelos investidores. Os juros desciam hoje em todos os prazos, com a taxa das obrigações a dez anos a recuarem pela oitava sessão seguida para o nível mais baixo desde meados de Junho, depois de a Fitch ter aplaudido a decisão do Tribunal Constitucional. Por outro lado, Espanha emitiu hoje dívida de curto prazo num montante superior a 4.000 milhões de euros ao custo mais baixo de sempre.

Euro 1,3323$ (-0,31%)
Face aos indicadores económicos norte-americanos, que reforçam sinais positivos sobre a maior economia do mundo, o dólar ganhava força contra as principais divisas mundiais, incluindo o euro. Isto acontece antes de o Fed libertar as actas da última reunião do comité de política monetária e do encontro anual dos banqueiros centrais em Jackson Hole,

EUA, que arranca quinta-feira.
Alumínio 2.038$ (0,9%)
O fortalecimento do mercado da habitação norte-americano impulsiona hoje o preço da tonelada métrica do alumínio, que observa a melhor performance em duas semanas. Na energia, o preço do crude volta a subir (segunda vez em três dias) antes da divulgação dos stocks petrolíferos nos EUA, que deverão ter recuado na última semana, antecipam os analistas.

O Mercados em Zoom, um retrato instantâneo da evolução das bolsas, é actualizado todos os dias úteis às 11h00, 14h45 e 16h45.

x
Recomendadas
x
Social
    0 LEITORES ONLINE

    Comentários

    "O Económico apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados".
    ir para o topo