IMPRIMIR

Mais de 1.500 desempregados pedem ajuda para pagar a casa

A moratória dada pelo Estado tem as verbas quase esgotadas.

Mais de 1.500 desempregados pedem ajuda para pagar a casa

A moratória do Estado para ajudar os desempregados a pagar o empréstimo à habitação está quase esgotada. De acordo com os dados da Direcção-Geral do Tesouro e das Finanças (DGTF), já foram utilizados cerca de 105 milhões de euros, de um total de 150 milhões que estavam reservados para financiar a medida. E se os pedidos que estão ainda em análise tiverem luz verde, o valor utilizado sobe para cerca de 135 milhões de euros.

Em Maio do ano passado o Governo abriu uma linha de crédito no valor de 150 milhões de euros para facilitar o pagamento das prestações da casa aos desempregados. A medida permite que quem esteja sem trabalho e registado no centro de emprego há pelo menos três meses, adie o pagamento de metade da prestação da casa durante um período máximo de dois anos.

Inicialmente, o prazo para aderir ao apoio terminava a 31 de Dezembro de 2009, mas em Março deste ano o Executivo alargou a medida até ao final de 2010. O objectivo foi permitir que mais desempregados pudessem beneficiar da moratória, tendo em conta a forte degradação do mercado de trabalho.

PUB
ir para o topo