Economia

23 Mai 2013

Mais de 100 empresas estão a oferecer 3.205 estágios remunerados

Denise Fernandes
Mais de 100 empresas estão a oferecer 3.205 estágios remunerados

Estágios são dirigidos a jovens licenciados, doutores ou mestres, com uma remuneração de 800 euros.

A Fundação Calouste Gulbenkian e a COTEC, em parceria com o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) criaram o "Movimento para o Emprego", que hoje à tarde foi apresentado em Lisboa.

O movimento conta já com a adesão de 108 empresas - entre as quais várias instituições bancárias, fundações, ou empresas como os CTT, EDP, Microsoft, Nestlé, PT, Refer, TAP, Siemens - e regista neste momento vagas para 3.205 estágios. O objectivo é alargar a adesão a mais empresas, de forma a atingir 5 mil estágios.

Os estágios são dirigidos a jovens licenciados, doutorados ou mestres, com idade até 30 anos. Têm a duração de um ano e asseguram uma remuneração de cerca de 800 euros, incluindo subsídio de alimentação, como explicou Artur Santos Silva, presidente do conselho de administração da Fundação Gulbenkian.

Os candidatos aos estágios têm de estar inscritos no IEFP e podem aderir ao programa através do site www.movimentoparaoemprego.iefp.pt ou nos centros de emprego.

Quanto ao financiamento, dois terços do estágio é pago por fundos comunitários e um terço é assegurado pela empresa.

 

x
Recomendadas
x
Social
    0 LEITORES ONLINE

    Comentários

    "O Económico apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados".
    ir para o topo