Imobiliário

18 Mar 2012

Madrilisboa e Doorbell criam rede para vender no exterior

Elisabete Soares
Madrilisboa e Doorbell criam rede para vender no exterior

A DB International está presente em Lisboa, Brasil e EUA e tem uma carteira de imóveis superior a 800 propriedades de luxo.

A MadriLisboa, grupo empresarial português com interesses em Portugal, Espanha e Brasil, e a mediadora Doorbell, com escritórios em Lisboa e em Florianópolis, Brasil, criaram uma rede internacional para vender imobiliário português de luxo. Trata-se da DB International, uma nova marca que resulta da união de dois profissionais do mercado imobiliário, Jorge Próspero dos Santos, dono da Doorbell, e Fernando Andrés, administrador do grupo MadriLisboa.

Para Jorge Santos, "o projecto internacionalizou a Doorbell e alterou a sua imagem corporativa, tornando-se DB International". A criação de uma rede internacional que faça a ligação entre o mercado nacional e os potenciais mercados de captação de clientes para o segmento de luxo - caso da América do Sul, Estados Unidos, países africanos e do Norte da Europa - está a captar o interesse de outras promotoras e mediadoras, "actualmente em processo de negociação", refere o gestor. Nesta fase, a DB tem uma carteira superior a 800 imóveis, parte deles na linha do Estoril e na cidade de Lisboa. "As parcerias estabelecidas com empresas das várias áreas do imobiliário aumentaram a sua capacidade de resposta e permitiram a abertura de dois escritórios de representação no Brasil e nos Estados Unidos (Miami)", adianta Fernando Andrés.

A rede de parceiros irá também promover os imóveis do grupo Paço, onde se destaca o Hotel The Oitavos (Cascais), tendo ainda a representação europeia da imobiliária Gateway to South America. O grupo Madrilisboa é o promotor dos edifícios Parque do Rio, no Parque das Nações, constituído por cerca de mil apartamentos, tendo neste momento em fase de comercialização apenas 100.

No Brasil, o grupo "desenvolve dois empreendimentos de luxo destinados a primeira habitação, em Maricá, na região metropolitana do Rio de Janeiro", diz Fernando Andrés. Um dos projectos ocupa mais de 900 hectares e outro tem 150 hectares. Um dos projectos ficará na Fazenda de São Bento da Lagoa, a cerca de 45 quilómetros do Rio de Janeiro, e pretende "contribuir para a preservação da natureza da região e oferecer um espaço com qualidade de vida ímpar", conclui Fernando Andrés.

x
Recomendadas
x
Social
    0 LEITORES ONLINE

    Comentários

    "O Económico apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados".
    ir para o topo