Assine aqui o Económico

Empresas

18 Jan 2012

Internet está em greve nos Estados Unidos

Económico
Internet está em greve nos Estados Unidos

Wikipedia, Google e muitos outros sites estão hoje em protesto contra a legislação antipirataria que está em discussão nos Estados Unidos.

O Google, o maior motor de busca mundial, publicou na sua versão em inglês: "Diga ao Congresso que não censure a internet" e não permite qualquer pesquisa. O logótipo do Google está coberto com uma faixa negra.

Já nas versões norte-americanas e inglesas da maior enciclopédia online, a Wikipedia, vê-se apenas uma página com fundo negro e um texto a explicar os motivos do protesto e com a frase: "Imagine um Mundo sem conhecimento livre. Os projectos de lei SOPA e PIPA ameaçam as wikipédias em todos os idiomas". Uma mensagem que também se pode ler na versão portuguesa da Wikipedia, embora esta continue acessível para consulta como habitualmente.

Além da Wikipedia e do Google também a Wordpress, Huffington Post, Boing Boing e muitos outros sites iniciaram hoje um blackout de 24 horas em protesto contra a legislação antipirataria que está em discussão nos Estados Unidos. Há quem avance mesmo que são mais de 10 mil os sites que aderiram ao apagão de 24 horas, mas não existem dados oficiais.

A proposta de lei "Parem a pirataria online" ("Stop Online Piracy Act", ou SOPA, no acrónimo original) tem sido fortemente contestada nos Estados Unidos, desde activistas a empresas de Silicon Valley, tendo a Casa Branca mostrado a sua oposição na semana passada.

Mas esta proposta de lei tem o apoio de muitos representantes da indústria de cinema e de música do país que querem evitar a perda de vendas dos seus produtos distribuídos gratuitamente na web.

O projecto responsabiliza os sites pelo conteúdo publicado ou distribuído ilegalmente pelos utilizadores, sugerindo que as empresas encontrem meios para impedir a pirataria. As penas incluem o encerramento do site e os responsáveis podem incorrer até cinco anos de prisão.

O principal autor da iniciativa, o republicano Lamar Smith, disse que a Sopa procura proteger consumidores, negócios e empregos "de ladrões estrangeiros que roubam propriedade intelectual dos EUA".

 

x
Recomendadas
x
Social
    0 LEITORES ONLINE

    Comentários

    "O Económico apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados".
    ir para o topo