Assine aqui o Económico

Empresas

12 Set 2011

Insolvência do grupo Manuel Nunes prevista para este mês

Dírcia Lopes

Os cerca de 460 trabalhadores reúnem-se hoje com sindicato para discutir o fim da empresa.

O processo de insolvência da empresa de ‘cash & carry' Manuel Nunes Fernandes II já está no Tribunal do Comércio de Sintra desde o passado dia 2, mas ainda não foi decretada. De acordo com fonte do Tribunal do Comércio de Sintra, há cerca de dez processos iniciados contra a Manuel Nunes & Fernandes II mas, como a empresa já terá chegado a acordo com um dos credores, o processo de insolvência está pendente.

A mesma fonte adianta que "apenas mais perto do final do mês é que será decretada a insolvência, assim como a nomeação do administrador judicial". A empresa retalhista enviou um comunicado aos cerca de 460 trabalhadores no qual informava sobre o encerramento da empresa motivado por dificuldades "que culminaram com o corte geral de fornecimento de mercadorias sem as quais não podemos manter a actividade". No mesmo comunicado adiantava que apenas iria pagar 60% do salário de Agosto.

A empresa contava a nível nacional com oito armazéns grossistas, localizados em Lisboa, Odivelas, Cacém, Corroios, Montijo, Santo André, Coimbra e Fundão - detinha ainda os supermercados Supersol. Hoje os trabalhadores reúnem-se na sede do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP) para uma sessão de esclarecimento sobre os direitos no âmbito do processo de insolvência.

Faça login, como assinante, para ler esta notícia na integra
Ainda não é assinante?
Garanta e acompanhe toda a informação do Diário Económico, actual, rigorosa e independente.
Escolha a modalidade que mais se adapta às suas necessidades.
subscreva já
x
Recomendadas
x
Social
    0 LEITORES ONLINE

    Comentários

    "O Económico apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados".
    ir para o topo