Política

03 Abr 2013

Governo quer aumentar idade média da reforma

Cristina Oliveira da Silva
Governo quer aumentar idade média da reforma

Além do incentivo à natalidade, o Governo também quer promover o envelhecimento activo através de fundos comunitários.

Neste sentido, o Ministro da Solidariedade e da Segurança Social voltou a apontar para a aproximação entre a idade média de reforma e a idade legal (65 anos).

Sem adiantar detalhes, o ministro indicou que o Governo tem a intenção de alocar fundos europeus "para criar incentivos ao envelhecimento activo e a uma empregabilidade parcial para que quem assim escolha, possa escolher não ter uma reforma de forma tão abrupta". Noutro sentido, os fundos poderão também ser usados para apoiar empregos a tempo parcial que permitam uma maior conciliação entre vida profissional e familiar.

Actualmente, o acesso à reforma antecipada, no sector privado, está suspenso. Esta via permanece aberta apenas para desempregados de longa duração. Além de conter o aumento de despesa com pensões, esta medida também actua no sentido de aumentar a idade média de reforma.

 

x
Recomendadas
x
Social
    0 LEITORES ONLINE

    Comentários

    "O Económico apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados".
    ir para o topo