Empresas/Finanças

19 Ago 2014

Credit Suisse defende que não aconselhou clientes do BES a comprar dívida do GES

Económico
Credit Suisse defende que não aconselhou clientes do BES a comprar dívida do GES

Banco suíço confirma que desenhou títulos de dívida a pedido do BES, mas esclareceu que não vendeu ou aconselhou qualquer cliente a comprá-la.

O Credit Suisse não "distribuiu, vendeu ou aconselhou qualquer cliente do BES ou das suas afiliadas", nem do retalho nem institucionais, segundo um comunicado hoje divulgado pelo banco suíço e citado pelas agências Bloomberg e Reuters.

Respondia assim à notícia do Wall Street Journal (WSJ) que adiantou ontem que o banco suíço foi o responsável por agrupar dívida de várias holdings do Grupo Espírito Santo em vários veículos financeiros não relacionados ao grupo. Estes títulos foram depois comercializados nos balcões do BES sem que os clientes soubessem que se tratava de dívida das sociedades do grupo da família Espírito Santo.

O Credit Suisse esclarece na nota de hoje que organizou veículos de investimento especiais em 2001 e 2002 a pedido do BES - Top Renda, EuroAforro Investments e Poupanca Plus Investments - que, segundo o jornal, serviram para financiar as sociedades do GES. Em relação a um quarto veículo, o EG Premium, o banco suíço diz que não está envolvido.

Segundo o banco suíço, estes veículos emitiram títulos por duas ocasiões depois da crise financeira, em Janeiro de 2012 e Fevereiro de 2014.

Porém, defende-se de seguida argumentando que não tem responsabilidade nas distribuição destes títulos pelos balcões do BES ou das suas subsidiárias.

 

Recomendadas

x

Social

x
    0 LEITORES ONLINE

    Comentários

    "O Económico apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados".

    Trending now

      ir para o topo