Empresas

17 Out 2010

Amazon inicia entregas gratuitas para Portugal

Cátia Simões

Para encomendas feitas na loja do Reino Unido, acima dos 28 euros, os portes são grátis.

Livros, CD, roupa, sapatos, relógios, material electrónico - tudo à distância de um clique e agora com entregas grátis. A loja ‘online' da Amazon incluiu Portugal na lista de países para onde enviará encomendas sem cobrar portes de envio, desde que as compras sejam feitas na loja do Reino Unido e acima dos 28 euros.

Além de Portugal, também Itália, Espanha, Polónia, Holanda, Grécia, Bélgica, Suécia, Dinamarca, Finlândia, Noruega, Luxemburgo e São Marino ficam isentos do pagamento dos portes de envio. O objectivo da maior loja virtual do mundo é o alargamento do número de clientes europeus que fazem compras pela internet.

A aposta da Amazon prende-se com uma forma de contrariar a crise, apesar da loja ‘online' não ser das mais afectadas pela redução do poder de compra dos consumidores. E, mesmo com a ameaça do iPad da Apple, que todos especulavam que iria afundar as vendas do Kindle (ver caixa), a Amazon não parece afectada.

Os hábitos de consumo também parecem estar a mudar: um estudo norte-americano aponta que os consumidores ‘online' estão a gastar menos em itens como bilhetes de cinema e mais em vestuário, por exemplo. Além disso, fazem cada vez mais compras na Internet, com a Amazon e o eBay a serem as lojas ‘online' mais populares nos Estados Unidos, Reino Unido e também em Hong Kong.

Portugal altera hábitos

Também em Portugal os hábitos de consumo estão a mudar, com o crescimento das compras ‘online'. Cerca de 30% dos utilizadores regulares de internet já fazem compras electrónicas, segundo um estudo publicado esta semana pela Associação do Comércio Electrónico e da Publicidade Interactiva, realizado em conjunto com a consultora ICD.

Este valor não inclui as compras efectuadas via multibanco - com esta contribuição, as compras virtuais já superam os seis mil milhões de euros por ano. O valor corresponde a 3,5% do PIB nacional e o crescimento médio anual previsto entre 2010 e 2015 é de 12,5%, acrescenta o estudo. Em 2015, o comércio electrónico em Portugal deverá atingir quase 20 mil milhões de euros, ou seja, um valor equivalente a 11,8% do PIB.

Recomendadas

x

Social

x
    0 LEITORES ONLINE

    Comentários

    "O Económico apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados".

    Trending now

      ir para o topo